View all AI news articles

A ascensão e queda do artefato: a jornada de curta duração de um aplicativo de notícias

February 27, 2024

Resumo:

  • O Artifact, um agregador de notícias dos cofundadores do Instagram, está fechando.
  • Ele evoluiu de um leitor de notícias para uma rede social, mas perdeu seu valor central.
  • O mercado não era grande o suficiente para investimentos contínuos.
  • O aplicativo manterá alguns recursos até o final de fevereiro.
  • A paralisação destaca os desafios no cenário de notícias e mídias sociais com inteligência artificial.

A grande ideia que não funcionou

Lembra do Artifact, uma criação dos cofundadores do Instagram que pretendia revolucionar a forma como consumíamos notícias? Bem, acontece que a revolução não será aplicada! Artefato, o agregador de notícias que tentou se transformar em uma rede social, está oficialmente fechando. O aplicativo, lançado há pouco mais de um ano, decidiu “encerrar as operações”. Parece que a oportunidade de mercado não era tão vasta quanto um deserto, mas mais como um pequeno oásis, e não valia a pena o investimento contínuo.

Uma jornada do leitor de notícias à rede social

O Artifact começou sua vida como um aplicativo de leitura de notícias, semelhante a Notícias inteligentes. No entanto, ele evoluiu rapidamente (ou sofreu uma mutação, dependendo de como você o vê) para uma plataforma de curadoria e descoberta de notícias. Ele permitiu que os usuários se transformassem em criadores ao desenterrar conteúdo interessante da web. Pense nisso como arqueologia digital, mas em vez de encontrar artefatos antigos, os usuários encontraram manchetes e histórias cativantes.

Esta plataforma empregou vários Ferramentas de IA para resumir notícias e reescrever manchetes clickbait. No entanto, em meio a todas essas mudanças, o valor original do Artifact — sendo um aplicativo de notícias simples — se perdeu como uma meia solitária em uma máquina de lavar. O resultado final? Uma confusão que parecia um substituto do Twitter, mas entrar nesse mercado é como tentar participar de uma conversa em uma reunião do ensino médio em que todos se conhecem, exceto você.

A realização e a liquidação

Kevin Systrom, cofundador do Instagram e da Artifact, em um momento de clareza, percebeu que reconhecer as realidades do mercado é algo que as startups geralmente evitam como uma pergunta complicada. Ele observou que tomar decisões difíceis mais cedo é melhor para todos, como comer vegetais primeiro no jantar.

O Artifact iniciará seu encerramento desativando vários recursos, incluindo comentários e postagens, reduzindo a necessidade de moderação. É como dar uma festa, mas não permitir que ninguém dance ou cante. O aplicativo manterá sua “principal capacidade de notícias” até o final de fevereiro, dando aos usuários tempo para se despedir.

O cenário competitivo e o futuro

A paralisação ocorre em meio a um mercado lotado de rivais do Twitter e ao declínio de outros agregadores de notícias, como Notícias inteligentes, que teve um ano difícil de 2023. A forma como encontramos notícias está mudando rapidamente com a IA, e os editores se deparam com um turbilhão de ações judiciais e acordos de licenciamento devido ao uso de seu conteúdo em dados de treinamento de IA.

O Artifact não conseguia descobrir o que queria ser quando crescesse — uma plataforma no estilo Twitter, um rival do Pinterest ou um mecanismo de notícias com inteligência artificial. Essa crise de identidade pode ter desempenhado um papel em sua queda, já que os usuários estavam tão confusos sobre o propósito do aplicativo quanto um gato está com um pepino.

Apesar da paralisação, a Systrom continua otimista sobre o futuro das startups de notícias e informações. Ele acredita que outras mentes brilhantes ainda estão por aí, inventando ideias neste espaço.

Então, ao nos despedirmos da Artifact, vamos lembrá-la como aquela startup ambiciosa que tentou criar um nicho, mas acabou como uma nota de rodapé nos anais da história da tecnologia. É como tentar construir um castelo de areia muito perto da maré — eventualmente, as ondas da realidade do mercado o destruirão.

Recent articles

View all articles